Tuesday, August 22, 2006

Se ao menos

tivesse feito uma cadeirita do curso de sociologia, podia sentir que o dinheiro das propinas tinha sido bem aplicado.
Se não roesse as unhas tinha umas mãos mais bonitas.
Se cuidasse da casa talvez convidasse mais vezes os amigos para lá ir.
Se não tivesse dois gatos, uma neurótica e um obssessivo-compulsivo, escusava de carregar com sacos de areia.
Se o Crómio não me tivesse oferecido um CD, não precisava de o ouvir vezes sem conta.
Se a minha querida filha não tivesse o dom da argumentação, perdia menos saliva.
Se o meu noivo não tivesse saído de casa, agora não tinha que voltar a arrumar os livros e a arranjar espaço para mais um aspirador, máquina de café, etc.
Mas nesse caso que raio de piada tinha a minha vida?

2 comments:

maf* said...

... nenhuma! o que seríamos nós sem os "ses"... se bem que às vezes podíamos duvidar um bocadinho menos.
um beijo-regressado-de-férias*

dora said...

Tu tens uma vida cheia de piada! Eu não tenho Cds do Crómio nem uma filha argumentativa que canta a Floribella e não contacto com palhaças loucas que sabem tudo sobre a vida de toda a gente (isto já parece o argumento de um filme!).